• Diferencial EJ

PROGRAMA 5S


A metodologia 5s auxilia as empresas e seus funcionários a organizarem melhor a sua

empresa, combatendo de modo eficaz os desperdícios de recursos essenciais, como

tempo, energia e matérias primas. O criador da metodologia foi Kaoru Ishiwaka, um japonês

considerado guru da qualidade total.

Organizar uma empresa e combater os desperdícios são duas das principais finalidades do

Programa 5s, uma metodologia utilizada por diversas empresas grandes no planeta, como

HP, Boeing, Toyota e Coca-cola, que ajudou o Japão a se recuperar da derrota na Segunda

Guerra Mundial.

Os 5s são representações de cinco palavras da língua japonesa iniciadas com a letra “S”,

as quais são ricas em significado.


1 - SEIRI


Seiri é o Senso de Utilização. Analisando o material ou os objetos presentes no ambiente de

trabalho, a principal pergunta aqui é: este item é útil para o trabalho em si? Com base nessa

questão, devemos separar os objetos, dados, documentos e serviços em necessários ou

não. Os não necessários devem ser descartados ou doados, com a preocupação de não

agredir o meio ambiente.


2- SEITON


Seiton tem a ver com Ordenação. A ideia básica aqui é colocar os itens de trabalho bem

ordenados e organizados, de modo que estejam guardados com segurança e seja bem fácil

localizá-los, sem perder tempo.


3- SEISO

Seiso é o senso que nos remete à ideia de limpeza. As pessoas que trabalham num mesmo

ambiente devem ter total consciência da necessidade de manter o ambiente limpo e

organizado, de modo que seja mais seguro, bonito e agradável a todos. Segundo a

metodologia, ambientes assim tendem a estimular a motivação da equipe e a criatividade.


4- SEIKETSU


O quarto S é o Seiketsu, ou Senso de Saúde, também conhecido como Senso de Higiene

ou Padronização. Este é um Senso com amplo significado, reforçando desde a necessidade

de os colaboradores cuidarem de sua higiene pessoal, até cuidados com a iluminação do

ambiente de trabalho, passando por questões como ventilação, ergonomia e etc.


5- SHITSUKE


Por fim, temos o Shitsuke, que quer dizer Autodisciplina. Este Senso reforça a necessidade

de todos se comprometerem pessoalmente com o Programa 5s, devendo trabalhar em sinergia e com respeito mútuo. Todos são elos de uma mesma corrente (que é a

organização, a empresa), se um elo se rompe, toda a estrutura se perde.



No Brasil, as empresas, na maioria das vezes, não aplicam a metodologia de modo

completo, parando no terceiro S. Dessa forma, essas empresas acabam ficando na

empolgação e aplicando somente os Sensos de Utilização, Ordenação e Limpeza.

Essas empresas organizam um multirão, fazem uma campanha interna, procuram

arrumar tudo o que conseguem. A coisa toda acaba parecendo um “modelo de

arrumação”, que é aplicado uma ou duas vezes por ano e esquecido logo em

seguida. Dessa forma, a metodologia 5S acaba se tornando um “mutirão da faxina”

momentâneo, e não o processo duradouro e de funcionalidade gradativa que deve

ser.

Quando o programa é aplicado desse modo, acaba não gerando resultados

sustentáveis, no longo prazo. Teremos apenas espasmos de organização

momentâneos.

Para que isso não aconteça e para que o 5S seja aplicado com eficácia na

DIFERENCIAL E.J., gerando melhor produtividade e sustentabilidade, é preciso que

algumas regrinhas básicas sejam seguidas:

- Participação permanente e efetiva de toda a diretoria;

- Treinamento e qualificação de todos os membros da instituição, inclusive os

que forem efetivados posteriormente;

- Avaliação mensal ou trimestral dos resultados gerados pela aplicação dos

Sensos;

- Estabelecimento de metas individuais (de cada membro) e coletivas (dos

departamentos e também de toda a empresa junta);

- Participação de todos os colaboradores, com exercício contínuo das práticas

do 5s.