• Diferencial EJ

Manutenção Produtiva

Para todos os interessados no assunto Manutenção, viemos dedicar esse último post da série à vocês!

A Manutenção Produtiva Total (também conhecida como TPM) é um método que surgiu no Japão depois da Segunda Guerra Mundial, que inovou o conceito até então estagnado e padronizado da época de resolução de problemas. Suas novas ideias consistem na união da equipe de manutenção e operação em prol da diminuição de perdas e paradas de produção, gerando maior eficiência e menos gastos com consertos.

Pensar que o operador pode contribuir no bom funcionamento da máquina vem desse conceito japonês.

Esse sistema, ou filosofia (como alguns chamam), defende que melhorando as pessoas e melhorando os equipamentos, se garante a Qualidade Total. Isso configura uma autoridade aos operadores em detecção de quaisquer ruídos, defeitos que venham a aparecer durante o cotidiano. Assim que detectado, providências serão tomadas pelo membro competente a fim de reduzir a chance de perdas, ou paradas futuras.


A Manutenção Autônoma é a base para a TPM ser colocada em prática.

Geralmente, os operadores são capacitados para terem conhecimento suficiente a ponto de resolver algum problema na máquina, e fazer a limpeza da mesma. É como se o trabalhador fosse responsável por aquele equipamento.

Por isso, pode ser garantido um uso adequado do tal, fazendo com que cumpra sua vida útil e desempenhe na melhor condição possível até o fim de seu ciclo.

 

Gostou do assunto? Possui problemas com manutenção na sua empresa? Entre em contato conosco, estamos à disposição para ajudá-lo!